em Doenças Respiratórias

A pandemia do novo coronavírus, que começou em dezembro na cidade de Wuhan, na China, já tomou proporções inimagináveis!

No Brasil, já são pelo menos 372 casos confirmados. De fato, a taxa de mortalidade do novo coronavírus aumenta a partir dos 60 anos e chega a 15% para quem tem mais de 80 anos. Por dois motivos: a imunidade a partir dos 60 anos perde força, o que deixa a pessoa mais suscetível a algumas doenças e também com capacidade comprometida de lutar contra infecções.

Além disso, existem as chamadas comorbidades. A chance de alguém com mais de 60 anos ter outros problemas como diabetes, pressão alta, problemas cardíacos, entre outros, é maior, o que gera um peso adicional no corpo na hora de lutar contra um novo vírus.

Os vírus respiratórios se espalham pelo contato, por isso a importância da prática da higiene frequente, a desinfecção de objetos e superfícies tocados com frequência, como celulares, brinquedos, maçanetas, corrimão, são indispensáveis para a proteção contra o vírus. Até mesmo a forma de cumprimentar o outro deve mudar, evitando abraços, apertos de mãos e beijos no rosto. evite frequentar lugares aglomerados ou por onde passam muitas pessoas (transporte coletivo, shopping etc.) Se puder, prefira ficar e trabalhar em casa. Ao se expôr desnecessariamente, você corre risco de ficar doente. E mesmo que tenha apenas sintomas leves da covid-19 (ou nem tenha sintomas), estará sujeito a transmiti-la a quem pode apresentar problemas graves, colocando um número maior de vidas em perigo.

No Brasil, o vírus circula entre a população e há casos de transmissão comunitária (quando não se sabe a origem da contaminação).

Não é porque você está fora dos grupos de risco (idosos, pessoas com diabetes e problemas cardiovasculares, por exemplo) que não deve ficar atento. Ao se proteger, você evita que o problema avance e protege todos ao seu redor.

Segundo o Ministério da Saúde, se cuidados básicos para conter o vírus não forem tomados, o número de infectados pode dobrar em apenas três dias. Como ocorreu na Itália, o grande avanço da doença tem potencial de gerar um colapso no sistema de saúde, prejudicando o atendimento e colocando em risco a vida de pacientes com outros problemas —que sofreram acidentes de trânsito a infartos, por exemplo.

RECOMEDAÇÕES IMPORTANTES:

– Higienize constantemente as mãos e punhos, ou utilize álcool em gel caso não tenha acesso a água e sabão.

– Evite tocar boca, nariz e olhos.

– Se tiver sintomas como febre, tosse, dor no corpo e coriza mantenha isolamento.  Se precisar sair coloque máscaras.

– Não utilize ibuprofeno para controlar os sintomas, prefira dipirona e paracetamol.

– Caso tenha falta de ar procure um hospital imediatamente utilizando máscara.

– O vírus fica incubado até 14 dias, ou seja, você pode estar transmitindo mesmo sem estar com sintomas.

– Higienize as superficieis, inclusive as compras de mercado, com desinfetantes.

– Seja consciente em suas compras. Solidarize-se!

– Fique em casa! Quanto mais cedo nos afastarmos, mas cedo nos abraçaremos.

NAO É APENAS SOBRE SER UM INFECTADO E SOBRE NAO SER UM TRANSMISSOR! FAÇA SUA PARTE! PENSE NOS OUTROS

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

alergias de primavera