em Fisioterapia

Ainda que muito mencionados no mesmo universo de exercícios físicos considerados fundamentais para postura, alinhamento, fortalecimento específico de determinadas áreas ou movimentos do corpo, o RPG (Reeducação Postural Global) e o Pilates são dois exercícios totalmente diferentes. Entenda quais as diferenças e quando escolher cada atividade!

RPG é uma abordagem existente dentro da fisioterapia. Tem como objetivo resgatar a causa e descobrir as consequências de uma determinada lesão. Isso acontece através de alongamentos globais, a fim de proporcionar um equilíbrio entre as tensões existentes em nosso corpo.

Assim, a rigidez muscular se reduz pouco a pouco, o que melhorará também a possibilidade de corrigir o problema, a cada etapa. Para realizar tal feitio, a RPG usufrui de diversas posturas específicas, adaptadas para cada paciente individualmente.

O Pilates, por sua vez, teve sua criação e estilística próxima ao Yoga, por Joseph Pilates. De maneira que vem sido praticado no mundo há muitos e muitos anos, ganhou popularidade nas últimas décadas.

Sua ênfase é em exercícios físicos que fortaleçam os centros musculares do corpo, conhecido como “core” – abdômen, costas, glúteo e assoalho pélvico, entre outros.

Neste sentido, o Pilates se concentra em desenvolver a força, flexibilidade, resistência muscular, coordenação, o equilíbrio, mais do que a postura – mas também. A diferença no Pilates é que não há a intenção de superar barreiras de tensão pouco a pouco no corpo ou região lesionada através de posturas de alongamento específicas. O exercício do Pilates exige que você envolva e trabalhe basicamente o corpo todo, com menores repetições e muita concentração na execução do movimento aliado a uma boa respiração abdominal.

Desta forma, para cada exercício dominado e muito bem executado, o Pilates trará uma nova versão com maior grau de dificuldade.

Feita a diferenciação básica entre cada um dos tipos de práticas físicas, é importante entender qual a sua necessidade. O RPG funciona de maneira mais estática e incisiva em aspectos pontuais do corpo, ainda que o trabalhe de maneira conjunta, o aspecto mais “geral” do RPG é a busca pela melhor postura sempre, ainda que trabalhe com partes do corpo de maneira mais enfática.

Enquanto isso, o Pilates trabalhará com múltiplos movimentos em uma única sessão, fortalecendo todos os músculos responsáveis por aquele conjunto de movimentos.

Sendo assim, podemos concluir que o RPG trataria questões de dores agudas e inícios de tratamento onde ênfases específicas em determinadas regiões do corpo são necessárias, enquanto que o Pilates é recomendado para a boa manutenção do corpo com fortalecimento muscular e equilíbrio geral, após esse trabalho inicial mais compartimentalizado.

Conheça a Clínica Meitan e suas diferentes ofertas de práticas físicas acompanhadas de profissionais altamente qualificados. Somos referência em atendimento exclusivo, atencioso às suas necessidades, e alta qualidade de profissionais e equipamentos ao dispor da busca da melhor versão de você e sua saúde.

Entre em contato, saiba mais sobre nossos diferentes serviços e agende uma consulta!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário