em Câncer, Cuidados com a pele

No Brasil, o câncer mais comum é o câncer de pele. Cerca de 180 mil brasileiros são diagnosticados todo ano. A exposição solar é o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pele e diante do nosso vasto litoral com belas praias, o verão é a estação do ano mais convidativa para que as pessoas se exponham à luz solar. Por isso, resolvemos chamar a sua atenção para os cuidados com a sua pele e, principalmente, para os sinais do câncer de pele. Acompanhe nosso artigo e entenda!

Principais tipos de câncer de pele

O principal fator que desencadeia o desenvolvimento do câncer de pele é a exposição aos raios ultravioleta (UV), que alteram o DNA das células da pele. Existem dois tipos principais, o melanoma e o não melanoma. O primeiro é altamente agressivo e felizmente o menos frequente. O segundo pode ser subdividido em dois tipos principais: carcinoma basocelular (CBC) e carcinoma epidermoide (CEC), também chamado de espinocelular. OO CBC é o câncer de pele mais comum, seguido do CEC e em último lugar está o melanoma.

O carcinoma basocelular (CBC) é encontrado nas partes do corpo mais frequentemente expostas ao sol, como rosto – principalmente nariz, pescoço e mãos. Apesar de ser o tipo mais frequente, é o menos agressivo: cresce muito vagarosamente e, portanto, dificilmente invade outros tecidos causando a temida metástase.

O carcinoma espinocelular também se forma nas áreas mais expostas ao sol. A diferença com o CBC é a camada da epiderme que é afetada. É um pouco mais agressivo que o CBC e mais frequente em pessoas na sexta ou sétima década de vida.

O melanoma cutâneo, por sua vez, possui baixa incidência e é altamente nocivo se não for diagnosticado precocemente, ocasionando metástases rapidamente. Estudos mostram que sua incidência vem aumentando no mundo todo.

Sinais

Os sinais variam muito dentre os diferentes cânceres de pele. É importante ficar atento:

– Carcinoma Basocelular (CBC):

-Ele se parece com uma protuberância na pele, comum nas áreas mencionadas anteriormente, com características específicas:

– Possui aparência perolada, como se estivesse encerado;

– Pode ser branca, rosa claro, bege ou marrom;

– Sangra com facilidade;

– Se parece com uma ferida que não cicatriza;

– Pode formar encrustar e vazar líquidos.

– Carcinoma Epidermoide ou Espinocelular (CEC):

Cerca de 70% dos casos ocorrem no couro cabeludo, pescoço, orelha e dorso das mãos. Também é comum na boca, principalmente lábio inferior,    e pode acometer as mucosas e genitais. Ele se apresenta como uma mancha ou caroço (tipo nódulo) que:

– Possui sinais de dano solar na pele como enrugamento, cor diferente do restante da pele e também perda da elasticidade na região;

–  Cor avermelhada;

– Aparência enrijecida, pode descascar, formar crostas e vazar líquidos;

– Aparenta ser uma ferida que não cicatriza.

– Melanoma

São mais comuns no dorso para os homens e nos braços e pernas nas mulheres. Também podem ocorrer em diversos locais da pele, olhos, boca, genitais, mucosas e até mesmo o trato gastrointestinal. Os primeiros sinais e sintomas são:

– Uma pinta ou mancha que já existia mudar de repente; com aumento de espessura, tamanho, cor ou alteração das bordas da lesão, ou até mesmo com desaparecimento do pigmento presente.

– O surgimento e desenvolvimento de uma pinta ou mancha nova com características diferentes da sua pele e das outras pintas que você já possuía.

– Sangramentos e dificuldades de cicatrização na área são outros sintomas bastante suspeitos para se atentar.

Tratamento

Para todos os tipos de câncer de pele mencionados aqui, o tratamento quase sempre envolve a remoção do tumor por meio de cirurgia. No entanto, algumas pessoas podem não ter a indicação de cirurgia por conta da idade, condição de saúde ou mesmo pelo estado evolutivo do tumor – neste caso a cirurgia não dá conta da sua remoção total. Por isso, é essencial o acompanhamento médico desde o início para ter o melhor encaminhamento possível.

Para um melhor avaliação é necessário a análise da lesão suspeita por um dermatologista, que através da dermatoscopia consegue um aumento de  10 vezes para observar padrões na lesão que podem corresponder a um câncer de pele.

A Clínica Meitan tem ao seu dispor uma equipe médica constantemente atualizada sobre as tendências médicas na área da dermatologia, treinada no atendimento humanizado. Assim, você pode sanar todas as suas dúvidas e se deixar aos cuidados de pessoas competentes, carinhosas e atenciosas.

Não fique na dúvida: percebeu uma mudança diferente na sua pele, uma nova lesão?  Agende já uma consulta! Se informe para se prevenir neste verão e durante todo o ano!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

tipos de peeling